ARAGUAIA: A PRIMEIRA AÇÃO CIVIL


Os procuradores da República Felício Pontes Júnior, Ubiratan Cazetta, Marlon Alberto Weichert e Guilherme Schelb ajuizam a primeira ação civil pública proposta pelo MPF para tratar do tema de Justiça de Transição. Na ação, proposta na Justiça Federal de Marabá, o MPF requereu acesso aos documentos produzidos pelas Forças Armadas sobre a Guerrilha do Araguaia e a repressão ao movimento e requereram também que o Exército parasse de pressionar e a ameaçar a população local.

ACP nº 0000815-32.2001.4.01.3901

Leia a íntegra da ação

Veja mais no verbete DESAPARECIDOS DO ARAGUAIA.