PELA PRIMEIRA VEZ MULHER E INFILTRADO SÃO DENUNCIADOS


PELA PRIMEIRA VEZ MULHER E INFILTRADO SÃO DENUNCIADOS

Arnaldo Cardoso Rocha, Francisco Emmanuel Penteado e Francisco Seiko Okama


Foto: Comissão da Verdade do Estado de São Paulo

O Ministério Público Federal denunciou, pela primeira vez, um informante da repressão política. Para o MPF, o médico aposentado João Henrique Ferreira de Carvalho, o Jota, que aceitou atuar como infiltrado na Ação Libertadora Nacional (ALN), organização que integrava a resistência armada à ditadura militar (1964-1985), e na qual ele havia militado, contribuiu de forma “determinante” para o assassinato de Arnaldo Cardoso Rocha, Francisco Emmanuel Penteado e Francisco Seiko Okama. Esta ação foi ainda a primeira a apontar uma mulher, a ex-PM Beatriz Martins, como autora de graves violações de direitos humanos. Também foi denunciado o ex-PM Ovídio de Almeida.

Denunciados: João Henrique Ferreira de Carvalho,Beatriz Martins e Ovídio Carneiro de Almeida

Instituições envolvidas: Polícia Militar

Vítimas: Arnaldo Cardoso Rocha, Francisco Emmanuel Penteado e Francisco Seiko Okama

Crimes: Homicídio qualificado

Ação Penal nº 0011051-11.2016.4.03.6181

Veja a íntegra da denúncia

Principais ações




...
23/04/2012
SEGUNDA DENÚNCIA

...
10/07/2012
TERCEIRA DENÚNCIA

...
29/08/2012
PRIMEIROS RÉUS



...
13/05/2013
CASO MÁRIO ALVES



...
19/05/2014
CASO RUBENS PAIVA










...
03/02/2016
FREI TORTURADO

...
04/02/2016
LÍDER CAMPONÊS

...
29/03/2016
LEGISTA DENUNCIADO

...
07/06/2016
LAUDO FALSIFICADO



...


...
26/09/2016
CHACINA DA LAPA


...
24/04/2017
LIVRO-RELATÓRIO

...
06/10/2017
SEQUESTRO EM SP



...
11/02/2018
MÉDICO TORTURAVA