SEGUNDA DENÚNCIA


SEGUNDA DENÚNCIA

Entrevista coletiva sobre a segunda denúncia de violações de direitos humanos durante o regime militar - São Paulo


Foto: Marcelo Oliveira

É ajuizada pelo MPF em São Paulo a segunda ação penal relativa a graves violações de direitos humanos ocorridas durante o regime militar. A denúncia aponta que o coronel Carlos Alberto Brilhante Ustra, que comandou o Doi-Codi entre 1970 e 1974, e o ex-delegado de polícia Dirceu Gravina, participaram, em maio de 1971, do sequestro (desaparecimento) de Aluizio Palhano Pedreira Ferreira, líder sindicalista dos bancários. A vítima tinha 49 anos.

Denunciados/demandados: Carlos Alberto Brilhante Ustra, Dirceu Gravina.

Instituições envolvidas: Exército Brasileiro e Polícia Civil.

Vítimas: Aluizio Palhano Pedreira Ferreira.

Crimes: Sequestro qualificado.

Veja a íntegra da denúncia.

Ação penal nº 0004204-32.2012.4.03.6181

Principais ações




...
23/04/2012
SEGUNDA DENÚNCIA

...
10/07/2012
TERCEIRA DENÚNCIA

...
29/08/2012
PRIMEIROS RÉUS



...
13/05/2013
CASO MÁRIO ALVES



...
19/05/2014
CASO RUBENS PAIVA










...
03/02/2016
FREI TORTURADO

...
04/02/2016
LÍDER CAMPONÊS

...
29/03/2016
LEGISTA DENUNCIADO

...
07/06/2016
LAUDO FALSIFICADO





...
26/09/2016
CHACINA DA LAPA


...
24/04/2017
LIVRO-RELATÓRIO

...
06/10/2017
SEQUESTRO EM SP



...
11/02/2018
MÉDICO TORTURAVA