TRANSAMAZÔNICA DIZIMOU INDÍGENAS


A Justiça Federal concedeu liminar em ação movida pelo Ministério Público Federal no Amazonas determinando que a União e a Fundação Nacional do Índio (Funai) adotem medidas para reparar os danos permanentes causados aos povos indígenas Tenharim e Jiahui em decorrência da construção da rodovia Transamazônica (BR-230) durante a ditadura militar. O impacto sobre os dois povos foi de grandes dimensões em virtude do contato com outras etnias. Muitos indígenas morreram por causa de doenças levadas pelos operários. O povo Jiahui, por exemplo, às vésperas da demarcação da terra indígena, em 1996, contava com 17 pessoas.